Navegação Rápida:

    Que o consórcio é um grande facilitador para aquisição de imóveis você já deve saber. Porém, no texto de hoje trouxemos mais uma opção de uso, oferecida de forma pioneira pela Ademicon, para a sua carta de crédito: a compra de imóveis em leilão 

    Então, a partir de agora você vai ficar por dentro de tudo o que precisa saber sobre este assunto. 

    Panorama sobre o mercado de leilão 

    O mercado de leilão de imóveis está em pleno crescimento. Segundo dados da Zuk, empresa que atua no ramo de leilões online, a oferta de propriedades cresceu 33% no primeiro trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019, e 8% nos lotes ofertados de 2021 para 2022. 

    Vantagens de comprar imóveis em leilão  

    Quando um imóvel vai a leilão por inadimplência, o valor obtido na venda é usado para quitar os débitos vinculados ao bem imobiliário, tanto o crédito bancário pendente (no caso de financiamento) quanto outras despesas, como condomínio e IPTU. Por isso, o valor mínimo anunciado nos leilões é bem abaixo do valor de mercado da propriedade. 

    Considerando este cenário, que é atraente, você consegue imaginar a utilização do consórcio, via carta de crédito contemplada, como meio para compra de imóveis em leilão?  

    A princípio, pode parecer um método não convencional, mas na verdade ele é viável e vantajoso. Indo além, podemos dizer ainda que este é um negócio rentável, já que os bens são vendidos a preços muito mais baixos do que valem no mercado e, futuramente, existe a possibilidade de comercializá-los pelo seu real valor.  

    Assim, de uma forma bem resumida, conclui-se quem optar por utilizar o consórcio como meio para compra de imóveis em leilão, seja com o intuito de economizar ou investir na formação de patrimônio, acaba se beneficiando.   

    Principais vantagens  

    – Possibilidade de participação em leilões sem recorrer a empréstimos bancários.

    – Adquirir imóveis pela metade do preço com crédito a preços mais baixos, em comparação a um empréstimo ou financiamento, por exemplo.

    Isenção de juros nas parcelas do consórcio. 

    – Quitação as parcelas com o dinheiro de venda do imóvel (caso a garantia não seja transferida) e ainda ficar com boa parte do valor.  

    – Usar parte do valor do crédito para arrematar um imóvel de menor valor e deixar o restante rendendo na própria companhia.  

    – Agilidade em todo processo, com pagamento do imóvel leiloado em até 24h. 

    Uso da carta de crédito em leilão  

    Agora que você sabe que é possível participar de leilões utilizando a carta de crédito de consórcio como meio de arremate, chegou a hora de entender como tudo funciona.  

    É de se esperar que para ter o imóvel registrado em seu nome, algumas etapas devem ser seguidas. 

    Para facilitar o entendimento, descrevemos os tópicos abaixo, que explicam de forma detalhada todas as etapas desde a aquisição do consórcio.  

    – Em um primeiro momento, é necessário comprar uma ou mais cotas de consórcio de imóvel e efetuar os pagamentos mensais das parcelas. 

    – Após a contemplação, que pode acontecer por lance ou sorteio, é hora de comunicar a administradora de que o crédito será utilizado para arrematar imóvel em leilão (item 5 no infográfico). 

    – Na sequência será preciso alienar um imóvel (que não o imóvel a ser adquirido no leilão), cujo valor cubra o saldo devedor junto à administradora de consórcio. Importante lembrar que a valoração do bem imobiliário precisa equivaler, pelo menos, ao total das parcelas a serem quitadas. 

    – Uma análise da propriedade em garantia será realizada, para certificar se ela cumpre os requisitos. 

    – Com o crédito e a análise de garantia aprovados e a documentação finalizada, chegou a hora de dar o lance no leilão. Como o trâmite é efetivado antes do leilão, a administradora consegue efetuar o pagamento no prazo estabelecido pelo leiloeiro. 

    – Depois de ter adquirido o imóvel, é preciso continuar a pagar as parcelas do consórcio, planejadas de acordo com o valor do crédito disponibilizado. É possível ainda transferir a garantia para o imóvel recém-adquirido via leilão, assim que toda a documentação estiver regularizada, e o imóvel já esteja registrado. 

     Dicas extras: 

    Outra vantagem desta modalidade de negócio é a possibilidade de, posteriormente, quitar as parcelas do consórcio com o dinheiro obtido na venda do imóvel (caso a garantia não seja transferida para o bem adquirido) e ainda ficar com boa parte do valor.  

    Há também a possibilidade de usar parte do valor do crédito para arrematar um imóvel de menor valor e deixar o restante rendendo na própria companhia. 

     Com o texto de hoje você conheceu mais uma possibilidade de uso para a carta de crédito. E, se você ainda não tem um consórcio, aproveite a oportunidade! Acesse nosso site e simule agora mesmo! 

     




    Posts Relacionados: